quinta-feira, 14 de outubro de 2010

1970 - Tom Zé


Deixo a emblemática apresentação do disco feita pelo próprio Tom Zé. Engraçado que escrevi emblemática e pensei em enigmática! Talvez pelo fato de as canções do Tom Zé deixarem quase sempre uma ponta de dúvida sobre o que e de que ele está de fato falando.
Sei lá, esse negócio de psicanálise não tá me fazendo bem... hehehe

"As melhores idéias dêste disco, devem ser divididas com os meus alunos de composição da SOFISTI-BALACOBACO (muito som e pouco papo) e com Augusto de Campos.
Foi, por exemplo, um exercício proposto a Ricardo Silva e Ciumara Catto (Limeira-SP) o ponto de partida que nos levou à "Guindaste a Rigor".
Elio Manoel e Aderson Benvindo (parceiro em : Lá vem a onda") que trabalharam quase com febre; Beto Matarazzo e Durval do "SESC", que têm um senso crítico muito agudo; João Araújo, Lais Marques e Valdez, parceiros em "Distância"e "Jimmy Renda-se"; todos ajudaram muito.

Aproveito a ocasião para informar que a Prefeitura de São Paulo não me pagou até agora o prêmio do 1o. lugar (São Paulo, meu Amor) do Festival da Record de 1968 e até começou a dizer que não assumiu esta obrigação."

TOM ZÉ .

01 - Lá Vem A Onda
02 - Guindaste a Rigor
03 - Distância
04 - Dulcinéia Popular Brasileira
05 - Qualquer Bobagem
06 - O Riso E A Faca
07 - Jimmy, Renda-Se
08 - Me Dá, Me Dê, Me Diz
09 - Passageiro
10 - Escolinha De Robô
11 - Jeitinho Dela
12 - A Gravata

BAIXE AQUI "TOM ZÉ"!!! (MegaUpload)

Um comentário:

gc8972 disse...

Nossa, uma das melhores coisas que ouvi durante esse ano.