segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Mundo Grande

Não, meu coração não é maior que o mundo.
É muito menor.
Nele não cabem nem as minhas dores.
Por isso gosto tanto de me contar.
Por isso me dispo.
Por isso me grito,
por isso freqüento os jornais, me exponho cruamente nas livrarias:
preciso de todos.

Sim, meu coração é muito pequeno.
Só agora vejo que nele não cabem os homens.
Os homens estão cá fora, estão na rua.
A rua é enorme. Maior, muito maior do que eu esperava.
Mas também a rua não cabe todos os homens.
A rua é menor que o mundo.
O mundo é grande.

Tu sabes como é grande o mundo.
Conheces os navios que levam petróleo e livros, carne e algodão.
Viste as diferentes cores dos homens.
as diferentes dores dos homens.
sabes como é difícil sofrer tudo isso, amontoar tudo isso
num só peito de homem... sem que ele estale.

Fecha os olhos e esquece.
Escuta a água nos vidros,
tão calma. Não anuncia nada.
Entretanto escorre nas mãos,
tão calma! vai’ inundando tudo...
Renascerão as cidades submersas?
Os homens submersos —— voltarão?
Meu coração não sabe.
Estúpido, ridículo e frágil é meu coração.
Só agora descubro
como é triste ignorar certas coisas.
(Na solidão de invidíduo
desaprendi a linguagem
com que homens se comunicam.)

Outrora escutei os anjos,
as sonatas, os poemas, as confissões patéticas.
Nunca escutei voz de gente.
Em verdade sou muito pobre.

Outrora viajei
países imaginários, fáceis de habitar.
ilhas sem problemas, não obstante exaustivas e convocando ao suicídio.

Meus amigos foram às ilhas.
Ilhas perdem o homem.
Entretanto alguns se salvaram e
trouxeram a notícia
de que o mundo, o grande mundo está crescendo todos os dias,
entre o fogo e o amor.

Então, meu coração também pode crescer.
Entre o amor e o fogo,
entre a vida e o fogo,
meu coração cresce dez metros e explode.
— Ó vida futura! nós te criaremos

Carlos Drummond de Andrade

Sei que muitos falarão que este blog não é lugar de poemas e sim de música. Desde já peço desculpas!
Não sou grande conhecedor da obra de Drummond, mas este em particular, sempre me comoveu. É o Drummond que mais gosto e cada vez que leio (ou escuto) tenho sensações diferentes. Foi um poema que me inspirou a fazer este blog e, de certa forma, abrir o meu coração com vocês, caros leitores. Hoje, peço licença para postar este poema e calar-me. Volto o quanto antes!

BAIXE AQUI "MUNDO GRANDE"

5 comentários:

Anônimo disse...

Boa viagem! Obrigado, por enquanto.

edilson

Anônimo disse...

http://cehofi.sqweebs.com http://qriri.1accesshost.com http://wenafi.1gb.bg
девушка хочет секса минск
http://davtaha.emenace.com http://setaxu.1accesshost.com http://fexikevo.d0m.us
эротический массаж интимом
vrotmnenogi

JackRamon disse...

Hello,

Just a quick word to let you know that you are featured in our blogroll on Radio.Video.Jazz

Please check our site. If you like our work, do link back to us.

If you feel like contributing, let us know.

A lot of thanks.

The Radio.Video.Jazz Team

PS : you can also check our other website Radio.Video.Trad

Anônimo disse...

ae, bem q Carol Falou...."realmente muito bom o Blog", ja salvei nos favoritos e ja baixei,e to baixando alguns albuns! Parabens!
Gabriel

Flor disse...

esse blog maravilhosíssimo!!
muito bom mesmo,, adooooorei!
espero q continue mais e mais arasando!
td de mais lindo a ti!
abração!